terça-feira, 28 de outubro de 2014

Atualização - 28/10/2014

Atualizado post sobre a Expresso S.B.C. - Linhas intermunicipais com foto de um Caio Jaraguá de 1973, que fazia a linha São Bernardo - Bairro dos Casas / São Paulo - Parque Dom Pedro II via Anchieta. Foto Publicada primeiramente pela página São Bernardo do Campo.info

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Atualizações - 23/10/2014

Atualização de informações e adicionadas duas fotos no post Riacho Grande

Em breve mais atualizações.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Expresso Brasileiro


Quem se lembra desses ônibus fazendo a linha Rodoviária do Tietê/São Bernardo. Ela também fazia viagens para a Baixada Santista e Rio de Janeiro.

Apesar de não estar mais no ABC, mas ainda ter linhas no Terminal Rodoviário aqui de S.B.C. A Expresso Brasileiro tem grande participação na história do transporte urbano de São Bernardo.

O Trecho a seguir foi extraído da página da Expresso Brasileiro na Wikepedia:


A Empresa foi fundada em outubro de 1941 pelo imigrante espanhol Manoel Diegues para fazer na época a ligação das cidades de São Paulo até Santos, na década de 1950

Expresso Brasileiro era a maior empresa de ônibus da América Latina e até teve sua própria revista, a Viajando que era uma revista bimestral e tinha tiragem de mais de 20 mil exemplares por edição, na década de 1960

Manoel Diegues estava passando por dificuldades financeiras e por isso vendeu a Expresso Brasileiro em 1966 para a Família Romano que era liderada pelo empresário Antonio Romano que a partir dai começou a crescer bastante e recuperar o espaço perdido do inicio dos anos de 1960, a Família Romano foi proprietária da Expresso Brasileiro até 11 de novembro de 2011, quando o Grupo Santa Cruz adquiriu a empresa, após a compra, o Grupo Santa Cruz investiu R$ 18,9 milhões na renovação da frota e também criou um nova pintura e identidade visual para a empresa.

A empresa opera 6 linhas atendendo as cidades de São Paulo, Osasco, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André no estado de São Paulo e Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Duque de Caxias no estado do Rio de Janeiro. As antigas linhas litorâneas da empresa foram vendidas para a Viação Cometa, do Grupo JCA, permanecendo apenas com as linhas que interligam os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

História

A Expresso Brasileiro já atuou no transporte urbano de algumas cidades na grande São Paulo, em 1970 fundou na cidade de São Bernardo do Campo a Viação Riacho Grande para fazer linhas municipais e intermunicipais na região do ABC, na época e empresa foi pioneira no ABC para fazer trajetos de difícil acesso, em 1985 a Expresso Brasileiro vendeu a Riacho Grande ao empresário Renato Fernandes Soares, a Expresso Brasileiro já foi sócia da Viação Padroeira do Brasil, que atuava na região do ABC.

Em setembro de 1998 a Expresso Brasileiro começou a atuar no transporte municipal da cidade de Guarulhos ao comprar de uma vez só as viações Tupã e Icaraí e com isso ela fundiu as duas empresas e formou a Viação Transguarulhense e que usava uma pintura parecida com a da Expresso Brasileiro, em dezembro de 2003 a Expresso Brasileiro vendeu a Viação Transguarulhense ao Grupo Belarmino.

Abaixo segue algumas fotos antigas:


A inauguração da Via Anchieta também marcou a criação da primeira linha de ônibus modernos no Brasil. Para comemorar a abertura da rodovia, a Expresso Brasileiro (fundada em 1942 e a então principal empresa rodoviária do Brasil) adquiriu vários ônibus General Motors PD-2903, com motor traseiro, conjunto único chassi-carroceria, bagageiro interno e poltronas confortáveis, sendo estes os primeiros ônibus legítimos do Brasil. Antes deles, ônibus rodoviário era uma jardineira, ou seja, caminhão adaptado com bagageiro externo e bancos estofados sem conforto.


Flxible da Expresso Brasileiro, o trunfo da empresa para concorrer com a Cometa. A história da importação do modelo, no entanto, é polêmica. Os ônibus ficaram mais de dois anos retidos na alfândega e muitos comentaram que não era por problemas de importação e sim pela influência política e econômica das concorrentes.





MARCOPOLO VIAGGIO GV-1000 SANTOS-SP, 07/02/2004



Monobloco Mercedes Benz O 364 da Expresso Brasileiro. Modelo se destacou na ligação entre São Paulo – ABC e Litoral Sul Paulista. A empresa predominou nos serviços mas em 2009 uma surpresa ocorre: Expresso vende suas linhas litorâneas de São Paulo para a concorrente Cometa, que já pertencia a outro grupo



O famoso comanche na antiga Rodoviária Julio Prestes



Um modelo Nielson Diplomata, na linha Rio-SP na década de 70



E os atuais G7 Paradiso 1200 da Marcopolo.

Fotos: Brasil Engenharia
           Ônibus Brasil
           Leonardo Vieira - Ônibus.com.br
           Ponto de ônibus
          Ponto de ônibus (Comanche)
          Rodrigo Mattar - Warm up
          SkycraperCity
          Bus ABC - Desenho

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Viação Cacique - Linhas Municipais

Fundada em 1966 pela família Setti Braga, a Viação Cacique operava somente linhas municipais de São Bernardo do Campo. Começou com uma linha que ligava o bairro Baeta Neves, até então longínquo e com ruas de terra, a Vila São José (hoje a linha 21). Com o tempo eram criadas linhas ligando locais em desenvolvimento e bairros mais afastados do centro. Outras linhas operadas por ela eram Jardim Represa/Jardim Farina (hoje linha 19), Jardim Farina/ Selecta (hoje linha 24) entre outras. Parou de operar em 1989 com a municipalização do transporte público e criação da ETCSBC.

Abaixo algumas fotos:






Há outra foto mais antiga neste link aqui.


Fontes: Bus ABC,
            Ônibus Brasil,
            Blog Ponto de ônibus

sábado, 19 de abril de 2014

Corredor Metropolitano São Mateus - Jabaquara - Fotos da época da construção.

Também conhecido como Corredor Metropolitano ABD, o corredor de trólebus que no ínicio ia de São Mateus à Diadema, posteriormente indo até o Jabaquara e recentemente até o Bairro do Brooklin(Berrini).

A EMTU começou a operação do Corredor Metropolitano São Mateus - Jabaquara em dezembro de 1988, no trecho entre o Terminal Ferrazópolis e Terminal São Mateus. O trecho restante foi inaugurado em 1990. A partir deste momento, começou a atender importantes cidades da região do ABC Paulista (Diadema, São Bernardo do Campo, Santo André e Mauá), em São Paulo. 

Em 21 de maio de 1997 a EMTU-SP fez a primeira concessão no transporte público do país, com a transferência oficial da operação do Corredor Metropolitano São Mateus - Jabaquara, para a Concessionária Metra, por 20 anos. A Metra também ficou responsável pela manutenção e conservação da infra-estrutura e do sistema viário. Contratos mais longos, permitiram maiores investimentos da Concessionárias no sistema, com a aquisição de novos equipamentos (veículos articulados com ar-condicionado) e a recuperação e manutenção dos terminais e pavimento rígido.


Dados operacionais
Extensão: 33km
Extensão eletrificada: 33km
Passageiros: 210 mil/dia
Frota: 185 veículos
Linhas: 13
Terminais: 9
Pontos de Parada: 111
Abaixo segue fotos da época da construção do corredor em 1987 em São Bernardo do Campo.




As duas fotos acima são do Terminal São Bernardo, no Paço Municipal. A primeira é uma vista aérea do terminal em construção, com o trânsito para quem vinha da Lucas Nogueira Garcez e tinha que ir a Santo André desviado do 1° retorno (ao lado de onde é hoje a sede da GCM) para onde fica a Rodoviária. Aliás a antiga Rodoviária só com a cobertura central e entradas dos ônibus (baías) com pavimento de paralelepípedo.
Outra curiosidade é o terreno vazio ao lado do Edifício Senador, onde hoje fica a agência do Itaú.

 
A outra é da Faria Lina já com o corredor mas com o terminal em construção. Outra curisidade é a rRua Santa Filomena que termina pouco depois da Travessa Marechal Deodoro sem saída a Rua Leonardo Locosselli



Aqui a construção do Terminal Ferrazópolis, local onde ficava a fábrica de discos Odeon. Antigamente um grande terreno vazio. Outra curiosidade é que a Avenida Brigadeiro Faria Lima, neste trecho, tinha mão única para Anchieta, Silvina e Avenida Rotary. Quem ia sentido Centro, vindo destes locais, tinham que acessar a Rua Marechal Deodoro até a Rua João Basso (essa tinha sentido Faria Lima, diferente de hoje) e depois acesso a Faria Lima. Depois da construção do terminal é que a Faria Lima ganhou duas mão neste trecho.


A foto acima é da Parada Cecom, garagem dos trolebus da Metra, com o acesso próximo aonde hoje é os atacadistas Assai e Atacadão. Dá para ver um ônibus da Viação Santo Ignácio, nas cores branca e vermelha, que faziam a atual linha 37 Jordanópolis/Vila São José.
Mais em breve.

Fotos: Bus ABC
Texto em itálico: Wikipedia

sábado, 28 de dezembro de 2013

Fotos antigas em P&B e Coloridas. Parte dois.

Faltando 4 dias para o ano novo, esse será o último post de 2013. Desde já desejando a aqueles que acessam esse blog, um ótimo 2014 a todos.

Agora mais fotos antigas de São Bernardo do Campo em preto e branco e coloridas.


Esse é um postal mostrando a Igreja de São João Batista, no bairro de Rudge Ramos na década de 60, sem a torre do relógio e do sino. A foto, provavelmente tirada de onde hoje tem o ponto de ônibus em frente a Lojas Americanas e onde ficava a antiga igreja de São João Batista.


A outra foto um Rudge Ramos da mesma época, em 1968. Nesta foto aérea vemos uma grande área vazia, onde hoje fica a Mercedes-Benz. Outra curiosidade é um campo de futebol, onde hoje fica a Praça dos Meninos. Este Campo pertencia ao Meninos F.C.

Outra foto, mas maior, mostra parte deste campo de futebol, também daqui vemos a fábrica de tijolos de vidro na Rua Afonsina (hoje desativada), a antiga igreja de São João Batista onde hoje fica a lojas Americanas e no passado foi o Minibox e Pão de Açúcar e a fábrica onde hoje fica o Extra e antes era o Supermercado Morita.

 
Aqui, voltando ao ônibus, uma de 1947 de uma jardineira da Viação ABC, que fazia a linha São Bernardo do Campo/Santo André.


Essa é do km 23,5 em frente onde antes era a Cantina Leão de Ouro, final da década de 70. Um ônibus antigo e de empresa não identificada e uma veraneio da policia rodoviária.




E a última, da Rua Marechal Deodoro, na década de 60, tirada do prédio do banco Noroeste (hoje Santander) na esquina com a Dr. Fláquer. Ao fundo o prédio em construção, onde depois ficavam os bancos Bandeirantes, depois Unibanco e hoje Itaú, em frente ao ponto de táxi da igreja Matriz. Como a foto é muito pequena, não dá para identificar os ônibus. ===========================================================

 E hoje é só. Mas deixarei dois posts programados para depois do dia 1º.

 Boas Festas.

Fontes:
Blog Família Meneghel (fotos publicadas no Diário do Grande ABC na coluna de Ademir Médici).
Guia da Cidade - Prefeitura de São Bernardo do Campo.
Skycrapercity
Facebook de Fábio Silva Gomes

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Mudança de itinerário, Linha 28 Limpão/São Pedro

Mudou o itinerário da linha 28 que vai do Jardim Limpão à Vila São Pedro.

Tudo por causa de alterações viárias e implantação de semáforos na Avenida Dom Pedro de Alcântara com a Rua Jeronimo dos Santos.

Agora a Rua Jeronimo dos Santos é mão unica da Rua Tributino Neves a Avenida Dom Pedro de Alcântara. Com isso o micro ônibus agora entra na Rua João XXIII, Rua 29 de Junho e depois retornando a Rua Jeronimo dos Santos. Outra alteração é que agora, ao invés de entrar na Rua 1º de Maio e Rua São José, agora ele entra na Rua 1º de Agosto e depois acessando a Rua São José.

Informando também que este itinerário é das 7 da manhã as 7 da noite.